Agricultores fazem investimentos com expectativa para o crescimento dos Grãos

Publicidades

Os agricultores fazem investimentos com expectativa de crescimento de Grãos

-

As expectativas para a exportação de soja aquece o mercado e agricultores começam a fazer investimentos esperando um grande crescimento nos preços do grão.

O secretário de Política Agrícola, diz que as perspectivas são boas. Portanto, devemos ter um aumento de praças. Nos últimos sete anos, em uma área de cultivo cresceu mais de 14 milhões de hectares. E alta deve continuar previsões sobre, ainda, com preços razoáveis em grão.

A Soja

o estudo revela que a safra de soja em grãos, como deverá ser a maior da história, com 367 toneladas. A partir disso o Brasil vai produzir milhões de toneladas.

A soja em grãos, norte-americana e, portanto, a exportação de soja do Brasil deve se manter aquecido no próximo ano, de modo que somos o único país capaz de vender o produto, e ocupar o espaço deixado pelos americanos”, explica Leonardo da Amazônia, analista de mercado da soja Conab.

As perspectivas de safra 2018/19, que a produção de soja será maior que a atual (2017/18), devido ao aumento da área para atender exigências internacionais, e pode exceder as expectativas, dependendo do clima.

O Milho

o fabricante deve encontrar um cenário mais confortável para o produto na safra 2018/19, como em relação ao abastecimento no mercado, tanto no que diz respeito ao aumento de produção. Para o mercado, no entanto, o resultado da eleição pode afetar os preços internos, uma vez que os efeitos na economia nacional pode trazer grandes flutuações de taxas de câmbio históricas do dólar. Questões relacionadas com o transporte, devem também influenciar o rumo do mercado de milho. Isso pode ocorrer devido ao tabelamento de preços, o que deve aumentar o custo final de transporte e, consequentemente, a redução de juros do fabricante para vender . O resultado é o aumento do número de milho em ações e redução de preços.

Já no cenário externo, as oportunidades de vendas, China e México. No entanto, os estados unidos devem manter a sua produção, bem como a disputa de mercado com o Brasil e a Argentina.

O Arroz

cenário nacional e internacional, para o arroz foram em situações opostas no primeiro semestre de 2018. Embora houvesse uma boa produção mundial, houve também o aumento da demanda, acarretando altos preços.

No Brasil, a produção de grãos permanece dentro da média histórica. Contudo, a esperança de um aumento no estoque de passagem, preparando uma desvalorização nos preços locais, aumentando o poder de mercado na indústria, em frente ao fabricante. Uma tendência que, no entanto, não se concretizou, devido a superavits na balança comercial, a partir de novembro do ano passado. Hoje, a projeção de estoque reduzido a passagem até a próxima colheita, e o equilíbrio entre a oferta e a demanda interna.

528 total views, 3 views today

Publicidades.--

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here